segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Elogio...

Nunca imaginei que umas porções de palavras pudessem fazer total diferença durante o dia, mas logo vi que fazem, oh! e como fazem. A gente se sente mais feliz, realizada e tudo parece ficar melhor. Ele pode vir de qualquer pessoa e pode ser qualquer palavra que ainda assim causa o mesmo impacto, pois nesta hora você sorri pra vida e ela retribui a você com a mesma magnitude e importância. Mas quando ele não vem a sensação que dá é que você não está agradando a ninguém, que seus objetivos não estão sendo alcançados e que não está sendo capaz de fazer alguém feliz. E isso é horrivelmente frustrante. Um elogio abre portas para um sorriso, para um contentamento, para a felicidade. Faça alguém feliz, elogie-o.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Felicidade


Quando a felicidade é tanta e a gente não sabe mais onde guardá-la, então ela escorre pela face.
 E acreditem é gostoso sentir as lágrimas descendo e ter a sensação de dever cumprido, de acreditar que ainda existe o amor e que ele habita em muitos corações. Hoje me sinto feliz, como nunca havia sentido antes. Encontrei-a não muito distante de mim, apenas nunca perdi a fé de um dia poder encontrá-la.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O ontem e o hoje de você...

 
Ainda ontem eu podia sentir o calor do teu corpo
O frescor dos teus beijos
A carícia ardente dos teus toques
O encanto do brilho dos teus olhos
A doce meiguice dos teus sorrisos
E o arrepio das palavras ditas ao do ouvido
E por hoje me resta apenas as lembranças de maravilhosos dias juntos
A sensação de contentamento e satisfação
O cheiro impregnado de você em meu travesseiro.


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Sem Você...


...me sinto assim deserta no mundo
Me falta o ar, 
Perco os sentidos, 
Fico no vácuo
Você é a minha alegria, 
O motivo dos meus sorrisos, 
O porquê dos meus sonhos, 
Meus desejos mais profundos, 
Minha vontade de existir.



quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Mundo Democrático?

 
Engraçado interrogar algo que estamos cansados de ser interrogados.
Uma pergunta que chega a ser cruel, e que está sendo pronunciada por tantas pessoas que desconhecem plenamente o seu significado.
Costumo a indagar-me se vivemos num mundo democrático.
Foi democrático quando assassinaram milhares de judeus indefesos com gases tóxicos?
Foi democrático quando lançaram as mulheres supostamente denominadas como "bruxas" à fogueira?
Foi democrático quando levaram milhares de escravos negros ao tronco?
Indo mais além na história, foi democrático quando mataram a todos os primogênitos homens nos tempos de Cristo?
É democrático que estudantes em busca de melhorias de ensino seja tratado como bandidos?
É democrático poucos terem tanto e muitos não terem nada?
É democrático a distinção de raça, cor, religião e opção sexual?
É democrático agradar o que lhe convém e dispensar o que "não serve mais" ?
Interessante, mas...democracia não quer dizer direitos iguais a todos? Ou esta palavra é sinônimo de suborno autoritário que obriga os subordinados a se taparem e se calarem perante a verdade?
E aí nosso mundo é democrático?
Você é democrático?

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Final Feliz


Chega de fingir
Eu não tenho nada a esconder
Agora é pra valer
Haja o que houver
Eu não nem aí
Eu não nem aqui pro que dizem
Eu quero é ser feliz
E viver pra ti.

(Alexandre Pires)

domingo, 23 de outubro de 2011

A gente se encontra


Um dia a gente se encontra, se olha, relembra momentos
Sorri, se abraça, chora 
E se for possível se beija
Um dia a gente se encontra num barzinho, numa praça
Ou se esbarra durante uma caminhada triste e interminável
Um dia a gente revive o passado 
E damos risadas das besteiras de criança
Um dia a gente pára pra pensar na vida
E no outro a gente esquece dela e simplesmente vive
Um dia a gente se preocupa demais
No outro a gente já não sabe mais nem com o que se preocupar
Um dia tudo é sonho
E quando a gente menos espera já é realidade
Um dia a gente se encontra 
No outro a gente se reencontra 
E neste reencontro, encontramos a nós mesmos
Escondido em um cantinho isolado cá dentro de nós
Um cantinho escuro, perdido 
Até que num belo dia...
A gente o encontra.


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Amor

O amor na sua infinita grandeza
Cativa a alma, a vida, o coração.
Por si só exala luxúria e autoridade.
Espalha a essência e o sentido do que é viver.
Corrompe o mal e oprime os fracos.
força aos indecisos duvidosos
E na tua mais pura ingenuidade 
Estampa um sorriso na face
E um brilho no olhar.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Sinto ao tocar...

 
De olho na tela
Vejo você
Ao mesmo tempo que me vejo também
É triste olhar e não poder sentir
Ver e não poder tocar
Mas algo sinto
Algo me toca
Me toca a dor
A saudade
A solidão
Sinto o desejo
A vontade
A paixão.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Quando eu for...


"Quando eu for ao meu amor eu deixo o meu coração, pois quero que sintas todo o meu pulsar, todos os meus sentidos, todo o meu amor."


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Não rasgue, se for preciso queime

      As vezes só rasgar uma página ruim da vida não é o suficiente, porque ainda há a possibilidade de se ir até o lixo e montar todas as peças desta maldita página e trazer o sofrimento de volta. Por mais que dizemos que 'passado é passado' sempre haverá uma faísca de lembranças, sempre haverá uma oportunidade dele voltar. 
      Aquele sentimento perdido, aquele tempo jogado fora, aquele sonho não concretizado, sabe aquelas coisas que fazem você se sentir mal, que faz você se preocupar e que só te traz arrependimentos? Então é destas coisas mesmo que tem de se esquecer, virar a página, tocar a vida adiante, mas lembre-se, se isso ainda não for o suficiente para se esquecer totalmente e deixar que o passado fique realmente lá atrás, então queime, jogue fora apenas quando tiver virado cinzas e então deixe que o vento e o tempo se encarregue de levar tudo isso pra bem longe de você, embora isso exija muita coragem e determinação, pois não é todo o dia que estamos dispostos a queimar partes da vida, ainda que sejam de sofrimentos e angústias, porque são estes momentos que molduram o nosso caráter, e faz a gente ser o que é. 
      Já diz um sábio ditado de que "Quem vive de passado é museu" então não se permita ser esse museu com um estoque de lembranças e sentimentos negativos, seja forte e corajoso o bastante para queimar todas essas quinquilharias e se livrar delas de uma vez por todas.
"O amor faz a gente fazer tantas loucuras, faz a gente mudar de cara, mudar de figura."

(Alexandre Pires)

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Do Amor Verdadeiro...

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração para de funcionar
por alguns segundos, preste atenção. Pode ser a pessoa mais importante da
sua vida.
Se os olhares se cruzarem e neste momento houver o mesmo brilho intenso
entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o
dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante e os olhos
encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de
ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um
presente divino: o amor.
Se um dia tiver que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca
receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais
que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.
Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a
outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las
com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer
momento de sua vida.
Se você conseguir em pensamento sentir o cheiro da pessoa como se ela
estivesse ali do seu lado... se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos
emaranhados...
Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que
está marcado para a noite... se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a pessoa envelhecendo e, mesmo assim,
tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela... se você preferir
morrer antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.
É uma dádiva.
Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou
encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e por não prestarem
atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer
verdadeiramente.
É o livre-arbítrio. Por isso preste atenção nos sinais, não deixe que as
loucuras do dia a dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor.

(Autor Desconhecido)

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O avançar dos dias

Incrível como as coisas tomam rumos extraordinariamente fora do esperado em nossas vidas, parece que ainda ontem eu ia à escola de mãos dadas com a minha melhor amiguinha, cantando "ciranda, cirandinha" sem se importar com quem estivesse nos observando, porque simplesmente não ligávamos com o pensamento dos outros, éramos apenas duas crianças sentadas na calçada planejando as brincadeiras do dia e isso sem dúvida era ser feliz. E derepente os dias se vão, os anos se passam e o que antes eram brincadeiras e alegrias hoje se tornou apenas um passado e aquele sentimento de criança que outrora era tão presente em nós, hoje se esvaiu de uma tal forma que chega a ser quase impossível de encontrar, é doloroso, machuca, mas é a realidade e ela na maioria das vezes não é nada doce como os nossos inesquecíveis e enormes pirulitos coloridos. E então a gente começa a perceber que querendo ou não estamos perdendo a essência da vida, a essência do prazer e do que é simplesmente ser feliz, do que é sorrir ao acordar e agradecer a Deus por mais um dia de luz em nossa vida. Confesso que sinto saudades de quando não tínhamos que ter responsabilidades, de quando não tínhamos problemas pra resolver, de quando não éramos adultos.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

E quando a velhice chegar...

Ainda pode estar longe, mas costumo pensar nisso quando estou 'mais pra lá do que pra cá' e confesso que tive medo, sim sério, tive medo de envelhecer e não ter feito nem um terço do que pretendia, de não ter formado uma família, de não ter tido uma carreira, ou até mesmo de não ter tido aquela enorme cadeira de balanço na área.

Sem dúvida esta é a fase da vida onde queremos paz, tranquilidade, conforto e segurança. E se até lá eu não tiver garantido uns arames enfarpados no meu jardim, não conseguirei mais correr atrás dos pervertidos que tentarão roubar as minhas preferidas margaridas, ou, tentar arrancar minhas bolinhas pretas de jabuticaba madura.

E se eu não tiver netos, a quem eu contarei as minhas estripulias da juventude? Pra quem eu farei os bolinhos de chuva com chá mate? Juro que se isso acontecer serei uma idosa frustrada e vou ficar chata, mas muito chata mesmo, a ponto de me mandarem para um asilo. Mas aposto que sofrerei muito mais se eu não tiver alguém que segure a minha mão, que olhe nos meus olhos e diga que ainda estou linda, que ainda continuo sendo maravilhosa mesmo com a idade avançada, que mesmo com as rugas e as naturais manchas na pele não perdi o brilho e continuo radiante.

Se há uma coisa que quero na velhice é um companheiro que converse comigo, que me conte piadas, que me faça sorrir, que me deixe feliz, e isto é o que mais me preocupa, não quero ter uma velhice calada, quero ouvir, mas também quero falar e ter alguém que me ouça e que esteja ali ao meu lado como o meu escudo, que me proteja da mesma forma como uma galinha protege seus pintinhos embaixo das asas. Ao mesmo tempo que necessitarei de proteção, precisarei mais ainda de liberdade, de amor, carinho, de vida.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Da Felicidade que guardo no peito

É tanta a alegria que me invade, que pareço mais uma bolha a ponto de explodir.
Não consigo guardá-la só em mim, por isso ela insiste em se esvair pelos meus olhos.
Procuro um motivo, uma razão, um porquê, pois felicidade assim nunca senti, nunca soube dizer o que era e como era.
Quero poder dizer aos outros como é se sentir feliz, quero estampar a minha felicidade e torcer para que todos sintam e possam tê-la também.
Quero agradecer a Deus e pedir que Ele sempre a conceda me.
Guardo-a no peito como um presente valioso do qual não quero nem pretendo me afastar.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Daquilo que você já foi


Já fomos crianças a ponto de sonhar com o papai noel vindo e deixando o nosso presente na janela.
Já tivemos o sonho de ter uma lareira em casa, pra se aconchegar nos dias de frio.
Já até sonhamos em ser grandes.
Já tivemos a nossa profissão preferida, mesmo que ao crescer tomamos rumos tremendamente diferentes.
Já brincamos na chuva e imploramos pra que ela nunca se acabe.
Já chegamos em casa e gritamos: Mãe tô com fome!
Já experimentamos do doce apimentado da vida.
Já choramos quando queríamos sorrir, e também já choramos de tanto sorrir.
Já fomos amados, e já amamos também.
Já quisemos algo, e já sonhamos com algo que nunca tivemos.
Já tivemos vontade de roubar uma flor no jardim do vizinho.
Já sentimos prazer em fazer coisas proibidas.
Já tivemos vontade de ter a bola quadrada do Quico, e de ir a Acapulco.
Já cobiçamos algo na vitrine, e ficamos babando naquela estrutura corporal louca.
Já beijamos, e beijados também já fomos.
Já deixamos de estudar por preguiça.
Já magoamos quem amamos, e já amamos quem sempre nos magoam.
Já dizemos sim, quando o certo era dizer não.
Já fizemos críticas, e criticados já fomos.
Já sonhamos em ser heróis, e de vez em quando salvamos uma formiguinha.
Já crescemos, mas permanecemos sempre com o espírito de criança.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Quando tornar a vir a Primavera
Talvez já não me encontre no mundo.
Gostava agora de poder julgar que a Primavera é gente
Para poder supor que ela choraria,
Vendo que perdera o seu único amigo.
Mas a Primavera nem sequer é uma cousa:
É uma maneira de dizer.
Nem mesmo as flores tornam, ou as folhas verdes.
Há novas flores, novas folhas verdes.
Há outros dias suaves.
Nada torna, nada se repete, porque tudo é real.

Alberto Caeiro

Primavera

Só porque amo a Primavera, e justamente por nascer nesta época é que sou gamada nesta estação.
Então aí vai algumas imagens desta estação tão colorida, linda, cheia de perfume e vida!!

 

 










"Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira."
(Che Guevara)

"Colhe a alegria das flores da primavera e brinca feliz enquanto é tempo. Sempre haverá os dias em que chegará o inverno e não terás o perfume das flores, nem o sol, nem a vivacidade das cores."
(Augusto Branco)


"A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la."
(Cecilia Meireles)

"Não se pode dizer para a primavera? 'tomara que chegue logo e dure bastante'.
Pode-se apenas dizer: 'venha, me abençoe com sua esperança, e fique o máximo de tempo que puder'."
(Paulo Coelho)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A melhor das estações

Hoje dá se início a mais bela e alegre das estações.
A época em que tudo é cor, tudo é perfume, tudo é vida.
Tempo em que os sentimentos se tornam mais sensíveis.
Tempo de paz, harmonia, tranquilidade.
A estação que enche os olhos de beleza, e deixa  o coração cheio de ternura.
A era dos loucos apaixonados, do furto de uma flor num jardim alheio.
Estação que nos bestificamos com tanta beleza, e indagamos ao Criador como pode haver tanta perfeição.
A melhor época de acreditarmos que ainda se prevalece a vida, o colorido, o amor.
Dizem que os nascidos na primavera, carregam consigo a serenidade e a doçura da estação, então queiramos nós que todos nasçam nessa época. Não sei se é honra, privilégio ou destino, mas sou extremamente grata por ser uma Primaveriana. E prometo que farei as contas e terei meus filhos nesta época.


Aos nascidos na Primavera meus mais doces e perfumados Parabéns!!





segunda-feira, 19 de setembro de 2011

E derepente...Amor

Não sei bem como foi, só sei que uma coisa foi levando a outra e quando vi algo me levou até a você.
E quando encontrei teus olhos, senti no mesmo instante que algo em mim se foi, que algo em mim não mais me pertencia...e o meu coração se foi...perdi ele pra você.
Já não sigo mais os meus instintos, pois eles estão tão ligados aos seus, que nem eu sei mais quais são os meus. A razão já ficou para atrás, já perdi o controle da situação, já não sei mais se há um eu sem um você, porque agora esse 'eu' não existe mais, assim como não existe também o 'você', somos 'nós' e esse nós veio pra ficar e pra ficar pra sempre.
Meus sonhos já fazem parte da sua vida, e você completa a minha. Chego a imaginar que amor igual a este não existe, talvez seja puro egoísmo, mas que esse amor é forte...ah! isso é... é uma coisa assim de louco, algo que nunca senti antes, algo que me deixa de pernas bambas, e com o coração saltitando, é tanto que chega a doer por dentro, mas dor maior seria se eu não tivesse você na minha vida. Você me trouxe o sentido da vida, e me mostrou o que é o verdadeiro sentimento - amar.
Nem mesmo a distância, nem mesmo a saudade me fazem enfraquecer diante de você, diante desse sentimento nobre e tão lindo que sinto por ti.

Amor você é tudo que eu preciso, com você eu tô no céu eu tô no paraíso!!

Te amoo meu amor - Dioney Prestes o responsável por minhas noites em claro, por meus olhares para o nada, por meus sonhos mais lindos, por esse amor tão perfeito!!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

O Propósito

Há certas coisas na vida da gente que acontecem de uma forma tão inesperada a ponto de não estarmos preparados a entender, muito menos a aceitar, e só depois de um tempo é que tudo vai se encaichando, vai tomando o seu devido lugar.

O ser humano por si é muito impaciente e tem se tornado incrédulo a cada geração, o que nos faz sofrer constantemente sem ao menos entender o porquê de tanta luta e sofrimento.

Anciamos incessantemente por respostas, queremos que diariamente nos mostrem que caminho seguir, que rumo tomar, que decisão acatar, que escolha fazer, mas nos esquecemos de buscar entender por que aquilo realmente tem que acontecer, esquecemos que pra tudo há um propósito, que para cada sofrimento há uma justificativa, para cada dor há um porquê, pois este é o sentido da vida, há uma ligação muito grande em tudo o que está a nossa volta, e em meio a este emaranhado de conexão estamos nós, meros sobreviventes do destino e das ordens de um ser superior.

Buscamos por resultados imediatos, e parece até que a qualidade de humildade e paciência a nós não foi concedida, que por razão ou outra acabou se distanciando e por responsabilidade nossa permitimos que esta distância se aumente.

Não estamos acostumados a esperar, muito menos a responder com o silêncio, não estamos acostumados a olhar no fundo dos olhos e detectar o problema do próximo, por que simplesmente não nos importamos com ele. E algum dia, de alguma forma vamos entender que o sofrimento daquele que a princípio ignoramos, era justamente uma resposta que tanto procurávamos, mas que deixamos passar despercebidos e agora este erro precisa ser consertado, esta dívida precisa ser paga.

Embora isso sejam coisas da vida, nunca imaginamos que chegará até nós, até que um dia, alguém bate a tua porta e mostra a você o que antes era obscuro, fala a você o que nunca foi falado, explica algo indescritível, revela os teus mais ocultos segredos e te fala da tua vida como se fosse você narrando a tua própria história, e só neste momento é que a ficha realmente cai e você pensa: "Opa, eu preciso mudar, preciso consertar meus erros, preciso começar a pagar minhas dívidas."

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Aquela mesma dose


Por favor sirva-me daquela mesma dose, aquela que tantas vezes já ouviste falar.
Aquela meio embrulhada com adrenalina, e que faz meu sangue fervilhar,
Aquela que contém substâncias alucinógenas e que me deixa meio fora do ar,
Aquela que por ser proibida se torna a melhor,
É dela mesmo que eu quero, nem que seja só por hoje, ou que se propague para todo o sempre,
Mas por favor sirva-me dela.
Quero sentir o insensível,
Quero mergulhar num mundo sem gravidade,
Quero não sentir meus pés presos ao chão,
Quero saber o que é liberdade, sentir o vento assoprar meu rosto e emaranhar meus cabelos.
Ainda que seja apenas um sonho,
Mas por favor sirva-me daquela dose.
Aquela mesma dose que todos querem, a mesma dose que eu tanto quero.
A dose que me deixa viver, que me faz sentir quem quer que eu seja, onde esteja e pra onde irei.
A que me faz caminhar, que me faz sorrir, que me deixa feliz.
Por favor sirva não só a mim, sirva ao mundo, sirva a vida e a todos que precisarem.
Por favor sirva-me de AMOR!!

Inveja

A inveja nos faz praticar...

os atos mais ilícitos, 

as calúnias mais cruéis,

o julgamento mais imprudente,

as injustiças mais insanas,

as mentiras mais cabulosas,

os erros mais incorrigíveis,

as conclusões mais preciptadas,

 o pecado mais imperdoável.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

O Amor e a Felicidade...

De mãos dadas assim como o sol e o verão, como o sorriso e os dentes é o amor e a felicidade. Não há algo que se dê tão bem, que se achegue tão naturalmente como você ser amado e se sentir feliz. A felicidade realmente não vem acompanhada do dinheiro ou do poder, mas com certeza ela vem com o amor, e nada pode tirá-la desse sentimento indescritível, é um encaixe perfeito, é a harmonia de uma bela e doce canção.
O amor e a felicidade são parceiros, são irmãos, são amigos inseparáveis, fazem parte um do outro e se completam, como duas partes de uma laranja.
Você é feliz quando ama e se sente amado, ao mesmo tempo que você ama e é amado simplesmente por ser feliz. São como dois corpos inseparáveis, ligados pelo destino sem prazo de tempo para se desfazerem. É impossível dizer que existe a felicidade onde não haja amor, um lugar de desavenças certamente não prolifera o amor, um coração vazio certamente não se predomina a felicidade.

Só quem tem amor, sabe desfrutar e viver uma completa felicidade!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Dica do dia:


"O silêncio oportuno é mais eloquente do que o discurso."

Isso é ótimo quando se está magoado com algo ou alguém, e você simplesmente quer deixar o outro com remorso pelo que fez, neste  caso vai uma dica. - Fique em silêncio, só ouça e reflita. Até que a pessoa que deseja atingir se sentirá mal e isolada, então voltará à você e lhe perguntará o que houve e lhe dará atenção.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Quero mais amor


Ainda não deu pra perceber que eu quero mais amor, que eu quero carinho, que eu quero mais de sua atenção?
Meus olhos ainda não foram capazes de te demonstrar que eu quero você, que eu busco por você em cada canto, que procuro nos outros encontrar você?
Na certa tudo deve estar ótimo pra você, porque seria mesmo quase que impossível não perceber o que sinto.
Quero olhar nos teus olhos e sentir que posso contar contigo.
Quero sentir teus braços me apoiando, ao estar prestes a cair.
Quero que caminhe ao meu lado, que me dê segurança e proteção.
Quero que enchugue as minhas lágrimas, ou, que então não deixe elas caírem.
Quero ouvir tua voz, me acalentando antes de durmir.
Quero sentir você comigo, e somente assim quero ficar, ficar com você, grudada em você.

Mas antes de tudo quero que olhe pra mim e que me veja, não precisa me compreender, precisa apenas me amar.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Não feche a porta



Certa vez durante uma guerra havia um rei que mantinha seus prisioneiros em uma grande sala. De um lado da sala havia uma porta enorme e tenebrosa com desenhos horripilantes de caveiras e tudo o que pode causar o terror, e do outro lado um grupo de arqueiros prontos para disparar suas flechas. O rei oferecia duas alternativas aos seus prisioneiros:

1ª: Escolher morrer pelas flechadas dos seus arqueiros, ou;
2ª: Abrir a porta e ter a coragem de enfrentar o que quer que houvesse atrás dela.


Com medo de abrir a porta, todos os prisioneiros escolhiam a morte pelos arqueiros. Depois do fim da guerra, um antigo soldado do rei chegou até ele e perguntou: "Meu rei o que há atrás desta porta que nenhum dos teus prisioneiros teve a coragem de abri-la?" então o rei lhe respondeu: "Vá você mesmo e veja o que tem lá." Com receio o soldado foi até a porta e começou a abri-la devagar, e percebeu que os raios de sol adentravam a porta e iluminava a grande sala escura, e quanto mais ele a abria, mais clara a sala ficava, e quando finalmente a porta ficou totalmente aberta, pôde avistar uma longa estrada que dava o caminho para a liberdade.
Então o rei lhe disse: "Eu dei a eles duas saídas a morte e a liberdade, e todos escolheram a morte por medo de abrir a porta."

E você?
Quantas portas você já fechou na sua vida?
Quantos sonhos você já deixou pra trás, com medo de arriscar?
Quantas oportunidades deixou passar bem ali abaixo dos teus olhos, mas por medo não teve coragem de agarrá-la?

É...acho que está na hora de parar e rever tuas prioridades.



Fonte da História: Programa Mais Você do dia 19/08/11

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

"Eu lhe amo"


Esta foi a frase que vi na contra capa do caderno de uma amiga na faculdade e a achei tão linda, tão sincera, tão meiga e tão profunda. A escrita parecia tão simples, mas o sentido era de uma ternura contagiante, que por um instante fiquei estagnada. Uma verdadeira declaração do mais puro sentimento que possa existir nesta vida estava ali exposta numa forma tão corriqueira e ao mesmo tempo tão rara, tão doce...
Vivemos em mundo de tantas atrocidades que quando nos deparamos com tamanha delicadeza ficamos até impressionados e pasmos no tempo.
E isto nos faz querer se entregar ainda mais a este sentimento nobre, a esta coisa tão gostosa e que tanto nos faz felizes - o verdadeiro amor.
Quando recebemos uma declaração destas a vontade que dá é de gritar: "Eu quero ser pra você a confiança, o que te faz sonhar todo o dia sabendo que pode mais." A confiança do sonho que sempre existirá o amor, e saber que esse sonho sempre pode ir mais além, que ele se evolua e deixe de ser um sonho e seja sempre real.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

A busca pelo reconhecimento

Não importa o que você faça ou quando faça, a verdade é que ninguém irá dar o valor que deseja, porque elas estão muito mais preocupadas consigo mesma, e o que você fez com tanto esforço acaba passando despercebido aos olhos do seu alvo.
 Estamos sempre em busca do reconhecimento, porque queremos ser elogiados, queremos ser valorizados e quando isso não acontece logo nos julgamos incapazes, quando ninguém nos agradece começamos a pensar que não estamos sendo bons naquilo que nos propuseram a fazer, mesmo que isso seja errôneo nos gera uma desconfiança sem tamanho, que consequentemente nos prejudica ainda mais.
Somos insaciáveis por agrados, pois querendo ou não somos sensíveis às opiniões e desejos alheios, ainda que a maioria esteja contigo, ainda assim não está bom, porque resta uma minoria, e esta tal 'minoria' pode fazer um estrago enorme na tua vida, além de poder convencer os outros a te deixarem pelo meio do caminho.
Dizem que o reconhecimento vem a partir de um bom trabalho executado, embora concorde com isso, prefiro me acostumar à idéia de que só os humildes sabem dizer 'Obrigado' na hora certa e te valorizam unicamente pelo que você é, e não pelo que tem ou aparenta ter, só eles carregam consigo a magnitude do reconhecimento, e são capazes de te elogiar aonde quer que esteje, porque sabem do seu valor, e sabem também da sua capacidade e estão contigo porque acreditam em você, porque quando você faltar, serão eles que sentirão a tua falta.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Feliz Dia do Estudante

Hoje dia 11 de Agosto, dia do estudante, o dia de milhões de pessoas que sofrem na batalha diária do estudo, que sofre na pele o que é ser um estudante de verdade, que acorda cheios de disposição para ir à aula (ironia..rsrsrs). Que chega da escola ou faculdade com os miolos a ponto de pegar fogo, e que muitas vezes ainda não é reconhecido, mas vá dar uma olhada no nosso currículo na parte de profissão e veja o que tem lá: ESTUDANTE então logicamente deveríamos ser assalariados por isso, já que somos profissionais nesse ramo.
Nós que somos guerreiros que aturamos os incríveis e descontroláveis temperamentos dos nossos queridos e amados mestres da educação. Que somos tachados de ignorantes e gritados berrantemente de "analfabetos"...é e ainda assim continuamos firmes e fortes prontos para mais um semestre, para mais um ano, para mais uma graduação.
Apesar de tudo cabe a nós a melhor fase de nossas vidas, a melhor vida que alguém pode ter, a fase dos amigos, dos sofrimentos, das alegrias, das pobrezas de universitários, dos momentos que se passam e que jamais voltarão. Da vida que pedimos a Deus!!


A você eterno estudante, os meus mais sinceros Parabéns!!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Dia do "Orgulho Hétero" ??

Não sei se vocês viram uma reportagem feita pelo SBT, no telejornal SBT Brasil.Onde eles divulgaram as idéias mirabolantes de projetos elaborados pela câmara dos nossos "queridos" deputados, em um dos projetos absurdos havia um que um digníssimo deputado teve a fértil imaginação de querer decretar um dia para o "ORGULHO HÉTERO". AAAAAAAAAAAAAH!!!! que vontade de suicidar um cara desses, não sei como uma criatura dessas consegue ser eleito, mas esse povo do meu Brasil é mesmo muito ingênuo pra aturar tamanha ignorância e insensatez. Na certa um traste deste ainda está trancado no armário precisando de umas purpurinas pra se libertar...alouka!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Preconceito


Quando é que isso vai ter um fim?
Quando vamos poder viver e ser felizes do jeito como somos?
Quando é que a sociedade vai se tocar e perceber que todos são iguais, sem excessão de raça, cor, etnia ou opção sexual?
Caramba, isso choca a qualquer um que tem bom senso e é humano de verdade, temos tanta coisa a mais para nos preocuparmos e para fazer, e eu não consigo entender o porquê que ainda tem tanta gente discriminando o seu próximo por tão pouco, é tão horrível que chega a ser desumano. Atos e atitudes de verdadeiros animais irracionais e sem coração, que não conseguem enchergar adiante do próprio umbigo. Chego-me a revoltar quando vejo isso acontecendo perante meus olhos, me sobe uma ira tão grande que nem consigo explicar. O mesmo acontece com pessoas que não sabem dar uma segunda chance aos outros, nossa!! Deus nos dá segundas chances todos os dias, e será que não podemos sequer estender a mão a alguém e acreditar que ele pode mudar? somos tão ignorantes e insensatos que não podemos dar uma segunda chance?
O mundo é mesmo um lugar cruel, mas não é ele que é, são as pessoas que o tornaram assim, mas essa realidade pode mudar se você fizer a sua parte de "humano", de "irmão" ao seu próximo.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A esperança é o que nos move

Quando você está triste e acha que não há mais solução, e chega a pensar em desistir, mesmo que lá no fundo quer tentar mais uma vez, quer prosseguir...é na esperança de seguir que você se agarra. Quando está com problemas e quer descontar nos outros a sua ira, quer se lançar num abismo, e alguma coisa o traz para o mundo real, esta coisa é a esperança, é a esperança de lutar, é a esperança de viver. É a esperança que nos move neste mundo repleto de desafios e conquistas, é o que nos mantém vivos diante de tanta demência e crueldade, é o que nos faz querer um mundo, uma vida melhor, é o que ainda acende o fogo da paixão, o calor do tato, é o que nos faz acreditar que teremos uma velhice saudável, é o que faz você parar de chorar quando algo de ruim te acontece, porque você espera e crê que tudo vai mudar, que há alternativas para a mudança, e que as coisas vão melhorar. É a esperança que ainda nos faz sonhar, que nos leva para um mundo surreal e perfeito, que nos faz tornar alvo das flechas do cupido, é ela que nos permite fechar os olhos para o mal e acreditar que só existe o bem, e que todas as pessoas são felizes, que tudo pode durar para sempre, que existe o infinito.

domingo, 24 de julho de 2011

Férias?

Oh my God, cadê as férias? veio tão rápido que nem vi passar, nem deu pra descansar, pra curtir a vida...oh que triste, e já temos que voltar à luta, aos horários e compromissos, aos dias de correria, às tensões de provas e trabalhos na faculdade...ninguém merece.
Já estou de olho nas férias de fim de ano, ooooh chegue logo!!

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Aos meus queridos leitores

...mil perdões pela ausência aqui no Momentos, sei que estamos de férias então logo esse seria o tempo em que aqui deveria estar bombando de postagens e coisas novas, mas é que estou bem atarefada com outras coisas, e acreditem parece que nem tive férias, elas se passaram tão depressa que quase não deu pra respirar e dizer: "Ufa, tô de férias", ela se passou assim, num piscar de olhos. Mas dizem que quando temos menos tempo é quando fazemos mais coisas, e isto é fato, sou uma prova viva disso, então não me deixem, continuem passando por aqui que quase sempre estarei compartilhando meus 'momentos' com você.
À minha querida e ascídua leitora "Dany" minha lindaaaa...ainda postarei algo em tua homenagem, e muito obrigada por suas visitas aquii, é sempre muito bem vinda.

À todos muito obrigada.
Beijinhos da Gina.

Confuso demais pra ter um título

Ah! como tudo se passa...tudo chega de uma forma tão rápida e marcante que por um instante a gente até pensa que dessa vez vai ser pra sempre, que tudo vai ser diferente e que com certeza nada vai ser capaz de atrapalhar...e lá se vem como num para-quedas uma bomba, uma enorme bomba com um cronômetro em contagem regressiva indicando que está a ponto de explodir e derepente você não sabe o que fazer com ela, se joga em outro lugar, em outra pessoa, se deixa ali e fica pra ver o estrago, ou se tenta desarmar, mas as vezes o tempo que se levaria pra desarmar é muito maior do que o estrago que ela causaria, e então eu paro e penso: Vale a pena tentar desarmar? e então decido que é melhor que ela se exploda e que acabe com tudo logo de uma vez, só assim o sofrimento se vai tão rápido como chegou, já que tudo se passa com tanta velocidade mesmo, com esse sentimento não vai ser diferente.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

O medo da perda

Sabe quando derepente bate aquele medo de perder quem se ama? E você chega a suspirar fundo com receio de que isso realmente venha a acontecer, e tudo o que você passou, tudo o que sofreu, quanto tempo esperou por esse amor, quantas noites em claro passou chorando, quantos espelhos embaçados pelo calor das palavras ditas na calada das madrugadas, o quanto perdeu, o quanto lutou, batalhou e superou pra estar aqui, e derepente como num piscar de olhos tudo pode virar passado, uma página virada, um sonho interrompido. O medo chega e te estremece a tal ponto de ficar paralisada por longos momentos, apenas com os pensamentos correndo a mil por hora, e o coração saltitando descompassadamente pronto pra sair de órbita. Leva-se a mão à cabeça num ato de desespero e agonia, o sofrimento por antecipação te deixa louca e você se vê num beco sem saída, não se sabe mais se há alguma garantia de continuar, pois os motivos para a perda são óbvios e praticamente inaceitáveis. Ah! se houvessem garantias para a felicidade, para o amor, tudo seria tão simples como respirar, mas não, ninguém pode te dar garantias de nada e o futuro é incerto, você tem apenas que vivê-lo para saber, e isso é o que mata um coração loucamente apaixonado, a ansiedade, a busca pelo o que ainda não aconteceu, a espera de um NÃO, quando na verdade se quer ouvir um SIM, um sim de alguém que você aprendeu a amar, e que agora não consegue se imaginar sem ele. Por um instante seus planos, sonhos e desejos podem ser jogados ao vento, ao encontro de um outro alguém que ficará no teu lugar. O que você tanto esperou que acontecesse derepente poderá virar cinzas, de um fogo quem nem sequer chegou a esquentar. E tudo pode ficar tão distante novamente, que talvez jamais seja possível alcançar. Talvez por tão pouco tempo permitiu-se que o coração se apaixonasse, que pulsasse tão loucamente por alguém, que realmente sentiu-se feliz.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Direito de cidadão

Exercer o papel de cidadão, não é lá é uma coisa muito fácil, você tem que ter a plena certeza de sua decisão, e saber exatamente qual dos dois lados será o melhor pra uma nação ou comunidade. Analisar os dois lados de uma forma neutra não é um ato mecânico e corriqueiro que fazemos no dia-a-dia...é observar, é colocar na balança e ver para qual lado se pesa mais, é saber definir os prós e os contras sem deixar a justiça de lado, é saber o que, e quem se importa mais com você sem precisar te subornar por isso, é saber quem sorri pra você e quem realmente vai dar a cara a tapa e vai entrar na guerra por você, é saber dividir o pessoal do profissional, é saber escolher e escolher o que achar certo pra você, é saber ouvir, é saber expressar suas idéias e opiniões sem precisar agredir alguém, sem precisar impor o seu desejo aos outros de forma injusta e desonesta, é saber não se deixar levar por um agrado aqui e outro ali, é saber deixar a emoção de lado, quando se tem que trabalhar com a razão, é saber entender que os candidatos são seres humanos, e que no final do segundo tempo sempre vão querer nos agradar e nos levar para o seu lado. Então eis que surge aquela indecisão na última hora, e você não sabe pra que lado decidir, então por que não dar lugar ao novo? por que não dar a chance à inovação? ou, por que não deixar as coisas como estão? estamos satisfeitos, ou queremos mudança? o bom humor vai continuar ainda que a derrota chegue? a amizade e os agrados vão acabar quando a vitória chegar? o poder vai subir à cabeça e as coisas vão voltar como eram antes? alguém realmente vai se importar com a gente depois da eleição? o que vamos ganhar? o que vamos perder? já vivemos num caos, por que não optarmos por um caminho onde podemos pelo menos ter uma comunicação direta, e voz ouvida por nosso dirigente?
Exercer os nossos direitos é um ato de poder, de superioridade que cabe somente a nós e a mais ninguém, é a hora de expormos nossas idéias e fazermos valer a nossa voz e o nosso desejo.
Ganhe quem ganhe, perca quem perca, estaremos aqui pra lutar...

sábado, 18 de junho de 2011

E daí? Eu adoro voar

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

(Clarice Lispector)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

...e quando você vê, já passou...

Vivemos numa correria tão louca, que nem ao menos paramos pra pensar no que acontece a nossa volta. Estamos sempre sem tempo pra fazer alguma coisa, mas ao mesmo tempo estamos super atarefados e chegamos a fazer trocentas coisas num segundo...corremos tanto, rodamos feito baratas tontas que ao término do dia estamos exaustos sem ânimo pra exatamente nada. Enquanto isso deixamos de lado nossas prioridades e necessidades, esquecemos dos amigos, dos animais de estimação, da família...aqueles longos telefonemas com os amigos se torna passado, as saidinhas, as diversões, as risadas...tudo vai ficando distante e quando você se dá conta percebe que a sua convivência se limitou a um número "x" de pessoas as quais você vê todos os dias, começa a perder os contatos, perde as informações do dia-a-dia da sua própria casa. Nos trancafiamos numa rotina tão cruel que nem se quer sobram brechas pra respirar, começa a passar todo o seu tempo longe das pessoas que ama, das coisas que realmente gosta e no final não te resta nem alguns minutos pra deitar no chão e fazer um carinho no seu cachorro. Com a família é apenas aquele "Oi", "Bom dia, tô saindo", "tchal"...e assim se vai, tudo vai tomando um rumo muito estranho, e que se não tivermos um controle acabaremos sozinhos, e essa é a pior alternativa se pensar que um dia você teve tempo pra todos e pra tudo e que agora só te restam regras e horários a serem cumpridos. Nesse momento vai ver que já passou...que o tempo se foi e que você não saiu do lugar, apesar de ter feito tanta coisa que julgava ser "necessário", seus amigos se foram, sua família está irreconhecível, e quem você tanto gostava se afastou na sua ausência.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Desabafo

Queria ter ânimo pra fazer mil e uma coisa, mas o que eu quero é apenas durmir, ultimamente os dias tem sido totalmente estressantes, desgastantes...vejo o professor balbuciar palavras, fórmulas que se passam despercebidas e desconhecidas aos meus olhos, não sei o que pensar muito menos o que fazer e por causa disso somos chamados gritantemente de "analfabetos" e "ignorantes". Isso me faz refletir: e o meu futuro? caramba quem tem que se preocupar com ele sou eu e mais ninguém...não sou obrigada a ouvir os outros a decidirem o que só interessa a mim. Não tenho ouvidos de ferro nem sangue de barata para aguentar tantos insultos e manter-me calada. Ninguém é tão inocente a ponto de não saber o que está fazendo.

(Momentos de tensão e raiva)

quarta-feira, 8 de junho de 2011

"Dos nossos planos é que tenho mais saudade...quando olhávamos juntos na mesma direção, aonde está você agora além de aqui dentro de mim?"

Renato Russo


E o amor, ele existe?


O amor existe? Mas onde exatamente ele está? Que eu não consigo encontrar, não consigo alcançá-lo, parece tão distante de mim, que nem ao menos consigo senti-lo...tão impossível que jamais poderei chamá-lo de meu. Ah! o amor, é por ele que sofremos, que derramamos rios de lágrimas e que no fim não tem sentido algum, sofremos tanto por algo que talvez seja inalcançável e que seja preciso ter dons, virtudes, sei lá o que para poder tê-lo, afinal alguém tem? Onde e com quem podemos consegui-lo um pouco? Não sei, não sei...são respostas insatisfatórias, porém persistentes. O que se faz com uma ferida causada por esse tal do 'amor'? Já tentei escondê-la, mas uma hora ou outra alguém muito mal vem e a cutuca novamente, e a cada cutucada a dor se torna mais intensa e impossível de suportar, então eis que surge como num ato mecânico, lágrimas... lágrimas e mais lágrimas, e só mais tarde percebe que não vale a pena, que o pranto não vai te trazer de volta aquilo que você tanto quis e que antes mesmo de tê-lo, perdeu. Então em meio a esse sofrimento você começa a pensar numa forma de sair desse estado de espírito e de alguma maneira conseguir vencer o que tanto te aflige e a maneira mais sensata, apesar de cruel, é se trancafiar, é criar uma carapaça protetora, impermeável e impenetrável onde nada seja capaz de ultrapassar e você consiga permanecer imune a qualquer tipo de recaídas ao sofrimento, e promete a não mais acreditar que existe 'amor', a deixar de ser uma pessoa amorosa, esquecer que um dia foi capaz de amar alguém e se prender a um mundinho, ao seu mundinho, criado por você, onde você é quem dita as regras e os inquilinos que quiserem que se adaptem a sua forma de vida. Neste momento o que importa é você e mais ninguém, o que interessa é a sua promessa feita na hora de maior angústia, na hora da raiva, com o sangue quente, foi tão forte que chegou a cerrar punhos e dentes ao prometer que de agora em diante as coisas mudariam e que nunca mais derramaria uma lágrima por criatura nenhuma, se prostraria numa capa e se tornaria um ser de ferro capaz de suportar a tudo sem se esmorecer, capaz de pagar com a mesma moeda da crueldade àqueles que tanto te fizeram chorar e sofrer, e um dia ainda seria muito melhor que eles, e quando chegassem até você, sua pergunta seria: Eu te conheço?

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Navegar em mim

Assinando o fim
Eu lamento tanto
Palavras perdidas
Sensações vividas
Eu anulo em mim
A promessa feita
Eu desfaço o sonho
De amor por toda a vida
Foi engano achar
Que você me amou
Afinal de amor
Você não sabe nada
Foi um erro aceitar
O seu gesto de amor
No final a dor
Me fez sua morada
Alguém pra me amar
Precisa me aceitar
Assim como eu sou
Imperfeita, amor
Quem quiser me amar
Precisa ter o dom
Bem mais que seduzir
Navegar em mim
Paula Fernandes

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Sobrevivente

E olha só, eis que chega a Sexta feira o último dia de uma semana interminável, desgastante e cansativa, mas eis que estou de pé (mesmo querendo permanecer deitada), mas estou bem. Dou graças ao meu bom Deus por ter me ajudado nesta semana, consegui vencer a tudo, consegui cumprir o horário com todos os compromissos, consegui alcançar minhas metas...e enfim cheguei ao final com tudo pronto, trabalhos entregues, provas feitas, apesar da marca da semana ainda estar presente nas minhas olheiras ressaltadas e nos meus olhos caídos de tanto sono, posso dizer que Venci a Semana. Agora posso saborar uma comidinha feita na hora, por que por esta semana chega de comer sanduíches nas carreiras e ficar até as 05:00 da manhã acordada fazendo trabalho tendo que levantar as 06:00 pra ir à auto escola. Estou até contente porque no final deu tudo certo!!

domingo, 22 de maio de 2011

Expectativas

Gente...essa semana vai ser o "ó do borogodó" como diz minha querida amiga Márcia, tô hiper atarefada na faculdade, cheia de provas, trabalhos, relatórios e ainda ter que aguentar encheção de saco de certos professores mal humorados (geralmente os solitários mal amados), e ainda encontrar tempo e concentração pra continuar com as minhas aulas práticas da auto escola, e no final da semana minha querida aula de inglês com aquele professor "very good". Pois então, se eu sobreviver a esta semana estarei aqui pra contar-lhes como foi.

Beijinhos e uma Linda e Encantadora Semana a Vocês.

"Enlouquecer talvez seja a maneira mais fácil de existir nessa vida."

sábado, 21 de maio de 2011

Envelhecer - se bem

Todo mundo já ouviu aquele ditado de que "envelhecer é a melhor saída quando paramos pra ver as alternativas", mas o que poucos sabem é que não adianta só envelhecer, tem que envelhecer-se bem, ter uma vida saudável, confortável e feliz...e nada melhor pra ser feliz do que ser amado, concorda? Esses dias eu me emocionei quando vi um casal de velhinhos atravessando a rua, ele tão forte, tão corajoso, tão seguro de si agarrado à mão dela, e ela tão contente, tão segura ao lado dele, e ele tão paciente com ela, que ainda se apoiava numa bengala e era obrigada a dar passos vagarosos e bem calculados, e ele ali, fime e forte ao seu lado com toda a calma do mundo...o olhar deles era tão comovente que pareciam até que o tempo não havia passado, que o amor não tinha se esvaído, pois era perceptível a todos que a idade não era problema algum para aquele amor. E é assim que deve ser, nada deve ser problema para o amor. Depois de ter visto aquele casal naquela ensolarada manhã eu começei a pensar na forma como tratamos os idosos, como tratamos nossos avós, nosso pais, nosso vizinhos...por que todo mundo deve ter um vizinho idoso que sempre quando te ve já vai logo te desejando um belo e agradável "Bom Dia" mas que por uma coisa ou outra estamos sempre ocupados pra responder ou dar-lhes cinco minutos de atenção. Se pararmos pra pensar a velhice é uma coisa tão linda, tão divina, é o resultado de toda uma vida, é a certeza de uma grande vitória, é o prazer de dever cumprido, é a sensação de ter vivido grandes emoções, de ter sorrido, de ter sofrido, de ter criado os filhos, de ter visto a família crescer...nossa! é tão lindo que parece mágico, o triste é saber que muitos ainda mantêm seus idosos trancafiados em lugares que parecem mais um cativeiro, oh! gente sejam pelo menos seres humanos, tenham um pouco mais de compaixão, vocês também passarão por isso (se merecerem né). Então vamos cuidar dos nossos velhinhos, admirá-los, e comemorar a cada dia que eles estiverem vivos conosco, pois é a fase da vida onde mais precisamos de afeto, carinho, companheirismo e acima de tudo, de amor!!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Ele se foi...

Ontem logo pela manhã recebi a trágica notícia de que um grande amigo havia partido dessa para um mundo melhor. O incrível é que a gente se acostuma a tudo, estamos preparado pra quase tudo, mas pra morte não, pra ela nunca estamos preparado, ou conseguimos nos acostumar que um dia perderemos alguém tão próximo a nós, por que parece que a morte só leva quem não conhecemos...mas não, infelizmente ela se achega a nós e quando isso acontece é como um choque de alta voltagem e ficamos assim, como estou agora...parada, não acreditando que ele se foi...ainda que ele tenha sofrido pra morrer, ainda que esse tenha sido o melhor caminho para ele, depois de meses e meses em uma cama de hospital lutando contra um câncer maligno no estômago, ainda assim sempre esperamos o melhor e quando o pior acontece, não acreditamos. Parece que ainda ontem eu o vi sorrindo, todo feliz...todo encantador como sempre, e vê-lo ali naquela caixa, naquela casa sem portas e sem janelas, foi tristemente difícil de suportar, um filme de lembranças e momentos passou por minha cabeça, lembrei-me de quando ainda éramos criança, nossas puras inocências, nossas brincadeiras, nossas viagens juntos, nossos planos para o dia seguinte...e pensei, e agora? Agora nada mais, agora tudo se foi, e as coisas boas dele levarei sempre aqui no peito...levarei sempre comigo seu incrível e encantador sorriso. As coisas acontecem de uma forma tão rápida e passageira que nem tempo temos para pensar e tentar entender como elas acontecem realmente, num dia você está vivo cheio de saúde, no outro alguém está ali próximo a uma pequena cratera no chão, com as mãos cheias de terra pronto pra jogar sobre você, como um último ato de solidariedade. Impressionante como é a vida, anos e anos de alegrias, de atos, de acontecimentos e derepente em um segundo seu coração pára de bater, e lá se foi...lá se foi uma vida, sonhos, desejos, planos para o futuro....agora não mais existem, tudo deixado para trás...tudo esquecido, tudo enterrado.

Que Deus o tenha no melhor lugar onde alguém pode estar!!

domingo, 15 de maio de 2011

Ela merece

Hoje terei a honra de homenagear por aqui esta bela e encantadora mulher, que está se achegando a todos os cantos com sua suave e emocionante voz. Paula foge do estereótipo da mulher brasileira que faz sucesso, diferente das que, pra fazer sucesso tem que ter "atributos corporais", não que ela não tenha, mas não é por causa desses tais "atributos" que ela está ganhando sucesso e admiração por onde passa. É gratificante saber que ainda existem vozes, que ainda exista gente que preste, e que ainda existe cantora de verdade, que não precisa seduzir seus fãs com belas pernas, belos seios e o corpão saradão que todo mundo literalmente baba. Eu nunca havia visto, e nem sabia quem era Paula Fernandes até o especial de fim de ano do Roberto Carlos exibido pela Rede Globo, quando a vi achei-a linda e me encantei com a sua voz e teu jeito meigo de ser, ela consegue expressar nos olhos o prazer do canto, e quem a ouve também é capaz de perceber isso. Já chorei, já sorri, já sofri, já senti todas as emoções possíveis ouvindo as canções dela, são canções com conteúdo, e que não rebaixa a mulher fora dos "padrões da moda", nem fala do mundo cruel que vivemos, de guerra ou de coisas sem pé nem cabeça, ou aquelas músicas que o início, o meio e o fim é composto de apenas uma palavra, mas suas canções falam de amor, de coisas bonitas, de natureza...nos fazem pensar, refletir e sentir o que é música e voz de verdade. Qualquer um é capaz de dizer que Voa em Pássaro de Fogo com o mesmo Jeito de Mato só pra não perder os Costumes de ter as Sensações de dizer que Não Precisa Navegar em Mim pra saber que Quero Sim, mesmo que seja Complicado Demais ainda é preciso perguntar Pra que Conversar? Se a resposta é: "Eu quero ser Pra Você a Alegria de uma Chegada".

sábado, 14 de maio de 2011

Marley

Um cãozinho meigo, dócil e de olhos piedosos, quando ele chegou não tinha nem 15 dias de vida e estava todo maltratado e cheio de pulgas. Quando o vi no colo da minha mãe logo soube que o nome dele seria esse: 'Marley' por causa da cor mel de seus fartos e enormes pêlos, que se tornaram macios depois de um longo e bom banho. Me apeguei a ele de tal forma, como nunca havia me apegado antes à um cão. O lugar preferido dele durmir é no meu quarto embaixo da minha cama. Aos poucos eles foi dando jus ao nome, não podia ver uns dedões dos pés dando sopa que lá estavam seus dentinhos afiados cravados, devorava sua vasilha de ração num minuto e se deixasse ficava preso dentro da geladeira, o carpete da sala e as almofadas do sofá ficavam repletos das marcas dos pêlos dele. Marley era assim, um cachorro arteiro, guloso, feliz e muito amado, que me trouxe muitas alegrias, e que me fez acordar várias vezes com suas molhadas lambidas no rosto. Numa tarde enquanto eu comita notei que ele estava triste e a partir de então Marley começou a adoecer e já não era mais o cachorro de antes, já não mais comia, não mordia meus dedos, nem ia me encontrar quando chegava da faculdade. Minha mãe e eu fomos suas enfermeiras e demos de tudo pra ele, foi arrasante ver seus pêlos caírem, suas orelhas murcharem e pior ainda foi ver seus olhos cheios de sangue em volta, tamanha era a dor que ele sentia. Nada parava no seu estômago e nem água mais ele aceitava, me cortava o coração vê-lo daquele jeito tão moribundo, e assim se passaram vários e intermináveis dias, e durante todo o tempo eu nunca cheguei a pensar no pior, não quis imaginar que ele poderia morrer e que eu poderia perdê-lo, mas com muita fé Marley pouco a pouco foi voltando ao normal, e agora graças a Deus já está tudo bem, ele voltou a ser o verdadeiro Marley, atentado e alegre. Ouvir o seu primeiro latido depois da recuperação foi muito emocionante,  lágrimas rolaram pelo meu rosto, porque naquele momento eu tive a certeza de que não o perderia. Pois por ele eu havia acordado durante várias vezes na madrugada só pra ver se estava bem, e me acalentava só de saber que ainda respirava. Agora sei que ele se recuperou, vejo no brilho dos olhos dele que tá tudo bem e que o mal já passou, porque agora quando me vê chegar ele já me encontra no portão com seus dentes a mostra numa forma de sorriso e felicidade, e essa é a parte mais feliz dos meus dias.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Olhar adiante

Tenha sempre em mente um pensamento positivo, não se deixe abalar por qualquer coisa.
Seja leve, nada é tão importante.
Não perca todo o seu tempo com algo que não te dá prazer, pois se você não tiver prazer, não será feliz.
Acredite mais em você, confie mais no seu poder, no seu potencial, todo mundo é capaz pra alguma coisa, ninguém é completamente inútil.
Não se curve perante os problemas, seja forte. Você precisa dizer isso a si mesmo e precisa acreditar.
Não sofra por atencipação, nada é tão ruim que não tenha solução.
Escolha quem merece receber suas lágrimas, e pense mil vezes antes de derramar uma gota pra quem não consegue chegar nem ao menos aos teus pés.
Confie menos nas pessoas, aparências são apenas aparências, e nada mais.
Não se deixe levar por um beijo de olhos abertos, se alguém te beija assim é porque não te ama e não tem a coragem de se arriscar por você.
Mantenha a postura ainda que te faltem com educação, seja brando, respire e reaja como se nada estivesse acontecendo.
Você não precisa dar a tua cara a tapa e também não precisa demonstrar raiva ou constrangimento, tem que mostrar que está por cima e pronto.
Não prolongue uma discussão que não irá te tirar do lugar. Seja displicente e inteligente, saiba a hora de dizer não e de se retirar.
Não se deprima por algo que fez ou deixou de fazer, o importante é que adquiriu experiência.
Sorria mais, abraçe mais, beije mais, ame mais.
Levante a ca beça, bata no peito, sacuda a poeira e diga a si mesmo o quanto Você Pode e vá a luta.
Leve a vida com mais leveza, tranquilidade e menos preocupação.
Reveja tuas prioridades e faça apenas o que realmente gosta.
Seja confiante, alto astral...ah! e mantenha sempre o olhar adiante